12/06/2011

Uma rival para a Turma da Mônica

Posted By: Unknown - 15:07

A animação brasileira Peixonauta, da TV PinGuim, vira sucesso na tevê, chega a 67 países e já estampa 300 produtos de 20 empresas
Por Carlos Eduardo Valim
peixonauta3_site.jpg
A dentuça Mônica com seu coelhinho azul e o menino de cabelo espetado Cebolinha ganharam um rival à altura. Trata-se do Peixonauta, um peixe com uniforme de astronauta, criado pelos animadores brasileiros Celia Catunda e Kiko Mistrorigo, sócios e fundadores da TV PinGuim, de São Paulo. Esse simpático personagem se transformou na sensação do canal pago Discovery Kids e chegou à tevê aberta. Quando foi lançada, em 2009, a série de animação brasileira se tornou o programa mais assistido do canal voltado para crianças, em apenas uma semana. 
‘Uma nova série normalmente demora entre dois e três meses para pegar’, afirma André Rossi, diretor de programação dos canais Discovery. Pouco tempo depois, o Peixonauta já era o programa mais visto da tevê por assinatura nacional. No SBT, onde estreou em maio, já atingiu picos de nove pontos de audiência e 58% de participação no seu horário, segundo o Ibope. ‘O Peixonauta provou que uma animação nacional faz diferença na programação’, diz Celia. 
 
34.jpg
Brincadeira de adultos: Peixonauta e seus amigos, o macaco Zico e a menina Marina, trouxeram estabilidade financeira à TV PinGuim, dos sócios Celia Catunda e Kiko Mistrorigo
 
O sucesso, em especial com as crianças em fase pré-escolar, fez explodir o número de produtos licenciados. O Peixonauta e sua turma, o macaco Zico e a menina Marina, estampam cerca de 300 produtos de 20 empresas. Eles estão presentes em artigos de marcas tão diferentes quanto a Riachuelo (de cama, mesa e banho), a Editora Melhoramentos (responsável pela série de 16 livros já lançados) e a Regina, que faz lembranças de festas de aniversário, como chapeuzinhos e pratos para bolos. 
 
A expectativa é de que o número de artigos licenciados aumente com o início das transmissões na tevê aberta. ‘O SBT leva o desenho a um novo público’, afirma Gaspar Marçal da Silva, executivo de negócios da emissora de Silvio Santos. ‘Cobrimos 98% do Brasil, com audiência que vai das classes A até a E.’ O acordo com a TV PinGuim dá à rede uma participação não informada nas vendas dos produtos licenciados com a marca Peixonauta. Outros incentivos para o aumento do interesse pela personagem serão o filme em 3D para cinema e a segunda temporada da série, ambos programados para 2012.
 
35.jpg
 
 
A animação da TV PinGuim atrai elogios até do mais bem-sucedido criador de personagens e pai das séries animadas brasileiras, Mauricio de Sousa. ‘O Peixonauta é um trabalho bonito e um exemplo de como os animadores brasileiros aproveitaram bem um momento de crise econômica em que se fecharam as portas para muitas produtoras internacionais’, diz. O pai da Turma da Mônica foi o pioneiro do licenciamento das imagens de personagens nacionais para produtos. ‘Mais de 70% do nosso faturamento vem de licenciamento’, afirma. ‘Temos mais de 3 mil produtos, feitos por 120 empresas.’ Na TV PinGuim, essa fonte representa 35% da receita. A principal fatia do faturamento ainda provém da venda dos direitos de transmissão da série. Isso se justifica pelo desenho animado ser transmitido em 67 países. ‘Estamos nos Estados Unidos, Canadá e Coreia do Sul com sucesso’, diz Mistrorigo. ‘A Al Jazeera transmite nos países árabes e a Discovery, em toda a América Latina.’
 
36.jpg
Crias do Peixonauta: sucesso do peixe astronauta fez TV PinGuim desenvolver novos projetos de animação, como a série Earth to Luna! 
 
A consequência mais festejada é a estabilidade financeira que o Peixonauta deu à TV PinGuim. Desde que foi desenhada pela primeira vez pelo lápis de Celia, em 2000, até chegar às telinhas da tevê paga, a personagem levou cerca de nove anos. Durante cinco deles, houve a busca por fontes de financiamento, até a Discovery decidir financiar parte do projeto. Após essa fase, ainda foram necessários quase dois anos e 90 animadores para finalizar os 52 episódios de 11 minutos da primeira temporada. 
‘Agora, o Peixonauta virou uma empresa dentro da empresa, com a capacidade de viabilizar outras ideias’, afirma Celia. Graças ao peixe astronauta, está sendo possível começar novos projetos antes mesmo de atraírem financiamento externo. O próximo a sair das pranchetas deve ser uma série educativa chamada Earth to Luna! – que deve receber, no Brasil, o nome de Luna Chamando -, já vendida à Discovery e à TV Brasil. A dupla Mistrorigo e Celia também começou a elaborar o longa-metragem Tarsilinha, baseado na pintora Tarsila do Amaral. E ainda sobra tempo para a criação de uma nova empresa que vai desenvolver produtos para novas mídias.
IstoÉ Dinheiro

About Unknown

Organic Theme is officially developed by Templatezy Team. We published High quality Blogger Templates with Awesome Design for blogspot lovers.The very first Blogger Templates Company where you will find Responsive Design Templates.

Copyright © Últimas da TV | Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos

Designed by